Aula 01 – Algoritmo em C

Aula 01 do curso básico de algoritmo em C

algoritmo em C

Surgimento da linguagem C

  • A linguagem de programação C apareceu com o uso da codificação estruturada e do computador pessoal.
  • Desenvolvida entre 1969 e 1973 por Dennis Ritchie, no AT&T Bell Labs.
  • Foi usada na continuação do UNIX, que inicialmente foi em Assembly.
  • Foi feita a partir de uma linguagem anterior chamada B, que era uma versão reduzida do BCPL , uma linguagem ainda anterior.
  • A linguagem B foi criada por Ken Thompson.
  • Ritchie e Tompson participaram da equipe de desenvolvimento do UNIX, usando C, por ser mais portável do que o Assembly, para implementação do UNIX no PDP-11.
  • PDP-11 era um minicomputador de 16 bits, fabricado pela empresa Digital Equipment Corp. nas décadas de 1970 e 1980

A linguagem C hoje

  • Muito utilizada e procurada.
  • Provavelmente não morrerá nunca
  • Muito utilizada para criar funções de baixo nível, componentes gráficos, como por exemplo, a biblioteca openGL.
  • É inspiração para a criação de novas linguagens,  como: Java, JavaScript, C#, C++, Python etc.

Características

  • Imperativa, universal, procedural e estruturada.
  • Imperativa são as linguagens baseadas em estados, definidos em variáveis, e por ações que manipulam os estados das variáveis.
  • Universal por não ser dependente de um sistema operacional específico, possuindo dessa forma características de portabilidade e flexibilidade.
  • Procedural, faz uso de procedimentos, seqüência de ações que um programa deve executar para chegar a algum resultado.

Onde tem programação em C na prática?

  • No kernel dos sistemas operacionais Unix, Windows, Darwin (que é o sistema da Apple), IOS, entre outros.
  • Nos drivers dos componentes dos hardware de computador.
  • Em códigos de programas essenciais e que demandam desempenho.
  • Em equipamentos eletrônicos, chips, microprocessadores e eletrodomésticos.
  • Na maioria dos softwares mais poderosos.

Algoritmo / Código

  • Algoritmo é parecido com uma receita.
  • Algoritmo é a lógica do código
  • O código é a implementação do algoritmo
  • O código é compilado para que a máquina o entenda
  • Na compilação, o código será transformado em linguagem de máquina.
  • O código compilado é o programa executável

Estrutura de um Código em C

  • Logo no início temos as instruções de pre-processamento, essas instruções começam com o símbolo hashtag “#”.
  • Antes da compilação propriamente dita, é executado o processamento dessas instruções de pré-processamento, como por exemplo, diretivas #ifdef, #include, substituições de macros (#define) etc.

É no pré-processamento que ocorre:

  • Junção das linhas separadas por sequências de scape
  • Remoção dos comentários do código, substituindo-os por espaços em branco
  • Expansão de macros, exemplo, a constante #define PI 3.1415926
  • Processamento das diretivas de pré-processamento

Estrutura de um Código em C

  • Toda função tem um tipo de retorno, um nome, depois do nome, parênteses onde a função pode receber seus parâmetros para trabalhar e por último, um corpo delimitados por chaves { }

int atualizaEstoque(int qtd, int prodCod)
{

	 //corpo da função atualizaEstoque( )

}

Estrutura da função main

  • Todo programa em C começa pela função main( ), é o início da pilha de execução


int main(void)
{

	 //corpo da função main( )

	 return 0; /*o return 0 (zero) indica que o programa finalizou corretamente caso contrário a
	 	 função retorna um valor diferente de zero */

}

Comentários

  • Para comentários de linha única utiliza-se //
  • //Comentário de linha única01//Comentário de linha única02
  • Para comentários de múltiplas linhas utiliza-se /* */
  • /*Aqui eu posso por comentários longos,que podem abranger várias linhas,Blá blá blá*/
  • Os comentários são ignorados pelo compilador, servem apenas para que o desenvolvedor diga do que se trata cada parte de seu código.

Compilação

  • Pré-processamento: executa algumas instruções preparatórias para poder executar o restante das instruções do nosso programa corretamente.
  • Verificação sintática: procura eventuais erros nos códigos dos programas, parênteses, chaves, ponto e vírgula faltando etc.
  • Compilação: transforma o código pré-processado, em um programa-objeto em linguagem de máquina.
  • Linkedição: junta todos os programas-objeto derivados de cada arquivo .c do programa, bibliotecas usadas etc. Em um único executável.
  • http://sourceforge.net/projects/mingw/files/latest/download

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *